novembro 16, 2009

BIRUTA ROMPIDA


Não, esse não é um álibe encomendado pela Itaipu. Não sei se o tufão que, dizem, causou o apagão, foi o mesmo que deflorou a biruta que faz expediente, enfrentando o vento, no hotel perto da minha casa. Só sei que ela amanheceu rompida, arrombada.
Como tudo agora é culpa da natureza rancorosa, acho que foi o mesmo tufão...

4 comentários:

expressodalinha disse...

Mas ainda há pagão ou virou anedotário?

Lina Faria disse...

Virou anedotário porque o governo inventa as desculpas mais esdrúxulas para fugir da culpa.

Silvares disse...

Cá em Portugal houve um apagão danado aqui há uns anos atrás. Na altura as culpas foram para cima de uma cegonha que terá pousado nuns cabos de alta tensão. Imagino que tenha torrado as penas.
Como vês, quando a imaginação é necessária para justificar um desastre nem sempre se afasta muito de possibilidades verdadeiras. Será?
:-)

peri s.c. disse...

A biruta rompida : isso sim, uma natureza morta .

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco