novembro 18, 2009

Enquanto isso, na esquina...

...o argentino boa gente, Javier, luta pela cota mínima diária de R$15,00 para sobrevivência.

4 comentários:

Eduardo P.L disse...

Pessoas com essas habilidades se sujeitando a ganhar tão pouco! Alguma coisa de errado com ela, ou com o mundo! Um dia vou entender!!!

.Lis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lina Faria disse...

Eduardo,
Acho que com o mundo. Ele, o Javier, é jovem e, me parece, com grande vocação a saltimbanco.
Converso com ele às vezes.
Mora em uma pensão, junto a outros mambembe, onde paga R$ 8,00 para dormir. Mais R$ 7,00 para duas refeições (?).
É um moço educadíssimo nos seus vinte e poucos anos. Tem belos dentes o que denota que tem para onde voltar. Sua mãe deve estar na Praça de Maio, diluida às outras mães, pra não chamar a atenção, rezando para que ele volte e entre em uma faculdade.

expressodalinha disse...

GRANDE INSTÂNTANEO

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco