dezembro 02, 2009

BlogGincana

Eu começo mal. Quase atrasada e não totalmente correta, acabo de descobrir que o que seria minha primeira indicação não é um blog, e sim uma site.

Não querendo abrir mão de apresentar a quem não conhece o literalmente fabuloso mundo de Anne Siems, encaixo-a aqui, antes do primeiro blog, afinal descobri-o pelas mãos de Ana Ventura, que é a primeira. Para melhor convencer o Eduardo do Varal de Idéias, um dos promotores da gincana, tem até um varalzinho em um dos trabalhos.



Vamos às indicações :

1º blog
Papéis por todos os lados

Ana Ventura

Um grande amigo, o Fraga, me indicou esse blog já há algum tempo, e desde então me encanta acompanhar a criativa rotina de uma grande e jovem artista.
Ela mostra de uma forma despojada seu processo criativo, misturando sua vida pessoal ao trabalho, sem um pingo de pieguice. Poesia pura essa moça, com suas belas fotos, seus assuntos recorrentes, como eu. Penso, puxa, quando crescer quero ser como ela. Fazer da rotina nada fácil de uma mãe de dois filhos miúdos, uma diversão muito serena, charmosa, criativa e divertida, não é para qualquer uma. Seu modo simples e elegante de viver me faz feliz.
Ah, não esperem interação nem rotina diária em suas postagens. Sem condicionamentos, como eu também gosto. A foto que ilustra a apresentação é do tempo que acompanhamos a segunda gestação de Ana. Gaspar, seu filho maior, e seu marido, estavam também grávidos em solidariedade.Sem falar que além dos recortes, Ana Ventura fotografa maravilhosamente. Uma artista jovem e completa.Tenho tesão por gente inteligente!

2º Blog: segovia by estrela


Eu sei que pode parecer muito estranho, mas estou tão grata que tenho vontade de agradecer a tudo e a todos. Americalatinamente “muchas gracias” até ao filho da puta do banco que só faltou pedir o número que eu calço para poder sacar o dinheiro. Ou a velha preconceituosa e nojenta que não quis alugar o apê dela pra mim quando soube que eu era brasileira (só assim achei um muito melhor e mais barato). E na verdade eu preciso mesmo agradecer as pessoas imbecis, egoístas, as mal comidas, aos técnicos de som que não têm saco, e principalmente a todos que me odeiam. Afinal, geralmente essas últimas chegam a se interessar e acompanhar a nossa vida mais do que a que nos amam. São fãs incondicionais. Esses sim, a gente pode fazer a merda que for que eles estão sempre ao nosso lado, nem que seja para nos ver cair. Olha, thankyou mesmo, de coração. Sou uma pessoa muito flexível e me acomodo fácil nas situações, num emprego, numa cidade, num namorico falido. Graças aos “hijos de una puta madre” posso me “sulfurar” e tomar alguma atitude que me faça crescer (gracias aos hermanos cubanos pelas expressões novas e maravilhosas). E vejo que precisei de uma carente qualquer pra roubar um namorado, para que assim, ela por mim, seja a chifruda. Gesto muito nobre. Que só uma pessoa sem culhões pode fazer, e por conseqüência agüentar. Tem outros que se sacrificaram até mais por mim. Foram obsessivos, maquiavélicos nos limites da loucura. E pensam que hoje me fazem parecer mentirosa? Não! Continuam o sendo, olhe que coisa boa, assim não pareço uma maluca, por mais que a realidade possa parecer nonsense e surreal. A novela mexicana que já vivi me fez fazer mestrado, me fez estar fazendo um doutorado com bolsa na Espanha, me fez ter uma família linda, um casamento unido e intenso, me impulsionou a fazer algumas das melhores coisas que já fiz. Agradeço porque apesar de parecer uma novela quem acompanha de perto sabe qual personagem é a vilã-psicopata-socialmente-aceita. Pena que o ator dessa novela tenha que sofrer de verdade. Mas isso é porque ele é novo demais para também já saber que, ás vezes, o ódio move o mundo mais que o amor.
********
Conheço a Estrelinha bem antes de ser essa supernova.
Estrela Ruiz Leminski é filha dos poetas Alice Ruiz ,
(prêmio jabuti 2009), e Paulo Leminski, que também dispensa apresentações.

Estrela e Anaterra, minha filha, nasceram na mesma época, quando eu era muito próxima da Alice e do Paulo, que me convenceu, com mais simplicidade e complexidade que o Catatau, em colocar numa só palavra o nome da Aninha.

Mas a Estrela está longe de ser um satélite. Tem uma baita energia que
inunda em segundos luz qualquer ambiente.

Agora está na Espanha, com os filhinhos, o marido, malas e cuia.
estudando.

Seu blog prioriza a música, a poesia e os dois juntos, já que o casal -Téo e Estrela - é da área.
Vale a pena seguir a rotina animadíssima da moça. Adooooro!
Vou sempre lá acompanhar seu cotidiano jovem e inteligente.
Ah, aviso: ela raramente responde os comentários.
Dêem uma espiada!



































































































































































































































































3 comentários:

Eduardo P.L disse...

Lina,

primeiro, site e blog para mim é a mesma coisa. Vale do mesmo jeito! Mas agradeço o VARAL da imagem postada!
Todos os seus escolhidos para essa TAREFA são ótimos! Nem poderia ser diferente!
Lembre-se que estas tarefas foram inspiradas em sua critica, aliás absolutamente pertinente, de que a BlogGincana estava muito presa à uma igrejinha de sempre os mesmos! Concordo, mas lamento informar que creio ficará por aí mesmo. Essas brincadeiras, passa tempo como chama o Jorge Pinheiro é para poucos, e com afinidades entre sí! Lamentavelmente seremos sempre os mesmos!!!!! ssrsrs
Obrigado por ter participado e nos dado esses links preciosos!

Eduardo P.L disse...

Lina,

me desculpe ser tão invasivo e ter colocado o link de seu post na relação de blogs que cumpriram as Tarefas, lá na Central de Relacionamento da BlogGincana!

Bjs e boa viagem!!

jugioli disse...

uma delícia de lugares e vou conferir.

bjs.

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco