março 10, 2010

Mulheres de Pedra

CWB POA

12 comentários:

Ivan disse...

Prezada Lina:

gostei muito do seu blog -
continue assim, sensacional!

Ivan


Ah, por sinal, sua foto e postagem sobre a estátua do paço me inspiraram a um poema para Curitiba, e repostei a foto (com o devido crédito), dedicando o trabalho à Bárbara e a você - vai lá ver:
http://ossurtado.blogspot.com

Lina Faria disse...

Ivan,
Vou correndo lá conferir e, provavelmente copiar.Posso?
Volte sempre e, obrigada!

Ivan disse...

Claro que pode copiar, Lina, e não precisa pedir licença - o que a gente posta na rede é peixe -

e, afinal de contas, eu já tomei a liberdade de usar sua foto: nada mais justo que você pegar osmeus versinhos em troca.

Valeu!

Eduardo P.L disse...

De pedra, de bronze, bom mesmo é a de carne!
Vi o Claudio Boczon aí no Ladinho???

De um abraço no Solda, por mim!

expressodalinha disse...

Mulher nunca é de pedra.

João Menéres disse...

Estas são muito apreciadas mas menos cobiçadas.

Beijos.

Lina Faria disse...

Ivan,
Ando operária.
Trabalhando bastante.
Agora que vou lá no teu blog.
Estou curiosa.

Eduardo,
esse é um trabalho que mostrando o imaginário feminino da arquitetura eclética no Brasil, aborda a petrificação das mulheres, por castigo ou por dor, através da história e dos mitos.
Vou, hora dessas, escrever sobre isso.
Pois ontem nos divertimos na mostra do Solda. Estava todo mundo, inclusive o nosso querido Boczon.
Darei o abraço ao Solda.
Obrigada.

Jorge,
Segundo o grande Manoel Bandeira,
poeta pernambucano, lá do norte do Brasil, tudo que sofre tem alma.
Mesmo as esculturas imóveis são animadas, pois sofrem.

Lina Faria disse...

João,
Essas figuras cairam de paraquedas, foram deportadas do seu tempo e cultura.
Vou falar sobre esse trabalho em um post.
João, ando muito sem tempo mas sempre que posso vou lá.
Obrigada.

claudio boczon disse...

Muito legal a noite terça-feirante no Parangolé, só gente boa da melhor qualidade. Ótimo papo e deliciosas risadas.

Obrigado pelo "momento caras" aí do ladinho.

beijo,

Lina Faria disse...

Boczon,
oh yes, nos temos calunia social!
bj!

Eduardo P.L disse...

CALÚNIA SOCIAL é ótimo!!!!

Lina Faria disse...

Pois é Eduardo.
Só no trocadilho...

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco