março 01, 2010

Mulheres e Cidades

"Paris é chic, uma mulher sempre vestida para um casamento.
Nova York é uma mulher toda tatuada.
Roma é mulher bonita
e não se importa em mostrar a idade que tem,
suas ruguinhas, as marcas do tempo."
Jaime Lerner, falando sobre cidades.
Essas e outras pérolas você encontrará no livro de Dante Mendonça,
Serra acima, Serra abaixo,
que fala e apresenta as cidades do Paraná.
Todas com a intimidade de chamá-las pelo prenome.
Muitas com nomes próprios femininos.
Quanto a literatura já homenageou a cidade como mãe,
como útero.
Quem não já se deliciou com as Cidades Invisíveis de Italo Calvino,
por exemplo?

7 comentários:

expressodalinha disse...

E LISBOA?

João Menéres disse...

Se não estou em erro, li esse livro de contos há trinta e pico anos.
Tenho que o reler!

Um beijo.

Lina Faria disse...

Bem lembrado, Jorge.
à mim, que não a conheço senão por cinema, fotos e fotografias, me parece uma dama intensa em sua paixão e melancolia. Uma cantora de fados, talvez...

João, sim você tem que reler.
São maravilhosamente fabulosos os relatos que Calvino empresta a Marco Polo, para descrever suas cidades.

Eduardo P.L disse...

Boas informações!

Luiz Vita disse...

Lina,

Li quase tudo do Calvino. Fica sempre na cabeceira e me acompanha nas viagensm móveis e imóveis. Ele é da minha família de escritores, ao lado de Primo Levi, como disse uma vez para o Luiz Rufato. Estavamos num workshop lierário e ele perguntou para todos os participantes qual era a familia literária de cada um. E eu coloquei o Calvino e o Levi. Mas agora acrescento a gaúcha Cinthia Moscovich.

Lina Faria disse...

Vita,
também carrego comigo o "cidades invisíveis".
No último feriado briguei com um grande amigo por ele ter levado meu exemplar à praia.
Um livro de cabeceira não resiste a óleos lubrificantes em proteção ao sol. Resumo: vou comprar mais um exemplar e presentear meu amigo. O meu, intransferível.

Luiz Vita disse...

Livro e praia não dá certo.

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco