abril 12, 2010










TRIBOS DE DOMINGO






Todos os domingos,
chova vente ou faça sol,
lá estão os "mudernos" na porta de um shopping, bebendo tubão,
( tubão é cachaça misturada com um refri qualquer).
É mais de uma tribo.
Uma mixórdia de estilos e figurinos
onde toda maneira de amor vale a pena.
A cada domingo flagro um grupo diferente.
Em comum a extravagância no vestir e se portar.
Penso entre os domingos como devem se vestir.
Parece que a fantasia, seja a real ou a fantástica,
só sai do armário nos
fins de semana.















































7 comentários:

claudio boczon disse...

e com aquela festa nipônica que rolou no Centro Cívico, da qual não lembro o nome agora, a fauna ficou ainda mais variada, com vários personagens de mangá andando pela urbe.

João Menéres disse...

Que grandes flagrantes!
Então, o de lá de cima (oque tem o 2 ), nem sei se te diga, se te conte !!!

Um beijo.

João Menéres disse...

Porque não tentas o World Press Prize?
Cenas do cotidiano.

san disse...

Lindo, Lina. O flagra, o texto, a fala, tudo deliciosamente
sério/leve, leva a gente embora. Adorei. Cada vez mais cada vez, Lina. E eu só tietando.

Lina Faria disse...

Putz, Claudio
a festa japa. Como pude esquecer!

OI, João.
Vou me informar sobre o Word Press...
um beijo, obrigada.

Selena, a Selena voltou!
Obrigada querida.
Mudar faz bem.

Lina Faria disse...

San, obrigada. Então nos tietaremos.
O Solda acha que te conheço. O teu pai, tenho certeza!
bj!

Lord of Erewhon disse...

Se nota bem que foram colónia portuguesa: tão mau que nem cá LOL!

Gostei do blogue, a sua fotografia é muito bonita, elegante, com um tom de quotidiano em movimento, um pouquinho ameaçador mas colorido. Ilusão e real.

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco