maio 27, 2010






 


CURITIBA LÊ NA RUA

















Tudo começou quando senti o vulto de um asiático que passou muito rápido por mim e muito concentrado em sua leitura. Me impressionou a coordenação e agilidade daquele ser que deslizava lépidamente, rua afora, com olhos no semáforo, no livro, no chão que pisava e no desvio aos outros transeuntes.
Mesmo impressionante. Fico pensando que talvez seja o hábito oriental de disputar espaço com muita gente, sem perder o foco sobre seus interesses, tampouco incomodar o entorno.
Um cosmopolita esse cidadão. Quase um robot.
À volta, em uma praça ao lado, observo que outras pessoas lêem em lugar público.
Gosto desse fruir da cidade. Do viver a cidade.
O hábito da leitura, então, nem se fala.








 

4 comentários:

Lee Swain disse...

Muito bem observado, minha cara. Sabe que não lembro de ver gente lendo pelas ruas por aqui. Acho que foram todas atropeladas, rsrsrs... bjs

Lina Faria disse...

Pior, Swain.
Acho que foram é assaltadas.
Hehehe...

Curitibano é barbeiro. Essa a virtude do oriental: sobreviver
por um sentido quase animal de captar e desviar os bloqueios com uma rapidez precisa.

Mas aqui me interessa mais esse lado curitibano que ainda não se sente ameaçado, apesar das estatisticas.

cabuqinho finno disse...

verdade, vejo muitas pessoas andando na rua e lendo, até ensaiei, só pra ver como era, mas precisa de muita concentração. não a carrego.

Lina Faria disse...

Ahahaha
Eu não tenho coordenação nem pra andar de bicicleta, vou tentar ler andando?
Mentira, até leio andando, mas nunca um livro. Talvez um jornal, algo muito curioso.

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco