novembro 12, 2011













Quem foi essa Lina?
Alguma tropeira, cigana, aventureira?
Só sei que esta canastra chegou a mim pelas mãos da Dóris Teixeira, querida amiga arquiteta que descobriu-a entre os garimpos do Yan.
É da virada do século 18/19, com estrutura de madeira e revestida em couro de boi.
 Esta há anos comigo.
Andou rodando por aí, agora volta ao lar.

















"Canastra" era o nome que se dava a um antigo baú usado no transporte de carga pelos 
tropeiros no século 18.






2 comentários:

claudio boczon disse...

Que barato, Lina!

Este sim é um lugar para guardar tudo que merece ser guardado.

beijo,

Lina Faria disse...

É. Pena que meus guardados não cabem todos aí.
bjs,

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco