fevereiro 02, 2012

















Como não crer em cosmos, energia, trânsito de energias e que tais, se até as tragédias parecem ter uma sincronicidade?
Contei aqui outro dia - será que alguém leu?- sobre minha experiência confinada num elevador.
Com esse fato, outros similares pipocaram no mundo, tendo o elevador como mote, em casos trágicos.
Isso acontece com sinistros, em geral.
Quando começam a descarrilar trens, parece que o descaso com manutenção das redes mundiais têm o mesmo síndico. Da India ao Reino Unido, desastres ferroviários vêm à baila ao mesmo tempo.
Ah, mas é que hoje a net nos facilita a comunicação?
Nada disso. Comecei a observar essas coincidências há muito.
Esses fenômenos, se pode-se chamar assim, ocorrem em micro universos.
Se não, como teria eu chegado a essa conclusão na remota cidade de Ivaiporã,  aos 8 ou 9 anos de idade?
Tá, já tinha rádio...


Na Oceania, uma balsa afundou causando centenas de vítimas.
Qual o transporte seguro para fluir os seres humanos nesse planeta cada vez menor? 
O mar não anda muito pra peixe.







Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco