novembro 12, 2009

Ai, que medo!

Outro dia vi uma matéria na televisão sobre o "anonimato" das garis.
Elas diziam que se sentiam invisível. Que ninguém percebia suas presenças.
Não é verdade. As garis aqui de Curitiba, várias delas, têm vínculos sociais com o público que frequenta a região onde trabalham.
Essa, por exemplo, é a Maria Edna. Ela cuida da Praça Osório e imediações. Nesse dia, conversando com Sulanita, a cartomante da praça, mesmo sob as árvores usava sombrinha.
Perguntei porque e ela respondeu que agora no calor ela tem medo dos bichos que caem das árvores.
Observei suas colegas fazendo crochê num banco - era hora do almoço - e tentei um papo, sem muito sucesso. Elas estão bravas porque caíram bichos nelas hoje. Ah, bom!

6 comentários:

Eduardo P.L disse...

É curioso os complexos e manias de certas categorias! As garis, os chapas, não são de fácil acesso . Depois reclamam por serem descriminados. A velha história de quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha!
Belo post

Selena Sartorelo disse...

Olá Lina,

Se a Maria Edna lesse ou visse a foto dela aqui ficaria feliz eu acho...E quem sabe a menos bem humorada ao ser citada também não se sinta. Pois quando a pessoa se sente respeitada não tem o que não gostar. E vamos combinar que chuva de insetos não é nada agradável.
Tua postagem trás a vida como ela é, porém vista com a isenção do julgamento e a proximidade do perceber.

Beijos,

peri s.c. disse...

Lina
Ano passado, um estudante de psicologia aqui de SP, fazendo mestrado, fez uma pesquisa exatamente sobre isso, só que ele foi a cobaia : passou a trabalhar disfarçado, na própria Universidade, com funcionário de limpeza.
O resultado foi exatamente esse : passou a ser "invisível".

expressodalinha disse...

O que são garis e chapas?

Eduardo P.L disse...

Garis, Jorge, são os funcionários que fazem a limpesa das cidades! Funcionários públicos, ou de empresas contratadas!
Chapas, são pessoas que acampam nas beiras das rodovias, para ajudar os motoristas de caminhão, no transito das cidades, e nas cargas e descargas, desses veículos!
Desculpe, Lina, a intromissão!

expressodalinha disse...

Obrigado Eduardo.
Garis=almeidas(?)
Chapa, não temos.

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Sou fotógrafa e curiosa. Vivo na cidade de Curitiba e gosto de olhar e documentar a relação das pessoas com os espaços em geral. Levo isso ao pé da letra, quando fotografo as ruas e sua ocupação desordenada. Também nos interiores das submoradias, longe de qualquer padrão de ordem mas com um sentido de segurança, mesmo que penduradas e vulneráveis à primeira chuva. Mas tudo isso tendo como compromisso a beleza, a harmonia. Mesmo na realidade de uma favela, resgatar a dignidade através do belo é o que me interessa. Gosto também, e muito, de design e arquitetura. Da social à contemporânea, o gosto pelo ocupar me interessa. contato: linafaria@yahoo.com.br
Todos os direitos reservados à autora.
Fotos podem ser copiadas desde que com menção à fotógrafa e sem fins comerciais.

Desafio de março

Desafio de março

Minha lista de blogs

Seguidores

Arquivo do blog

em foco